CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

Thursday, June 23, 2011

Filho único e os brinquedos

Lendo o post "Capitalismo Infantil" do Eduardo, lembrei de uma história interessante e importante para ser colocada no divã. 

Sou filha única, e os meus brinquedos eram meus exatamente porque não havia outros disputando. Em uma situação social, era orientada a dividir as coisas. Afinal, eu desconhecia completamente esse fato. Sempre extremamente obediente (sim, eu era e ninguém me desmente), comecei a dividir. Só que eu era tão legal, mas tão legal, que as crianças não devolviam as minhas coisas! Vinham aqui em casa e surrupiavam os brinquedos!!! Meo Deos... Como eu chorava quando percebia que algo havia sumido para sempre. Sem falar que tinha uma vizinha que pegava as coisas emprestadas e, quando eu pedia de volta, respondia: 

- Mas você não me emprestou [essa boneca]...

Como assim? Queria me fazer de maluca? Como uma criança de 6 anos era capaz de "armar" dessa maneira? A mais pura falta da caráter em forma de pingo de gente. 

Resultado: regulei os meus empréstimos, porque não dava pra liberar geral. Mas, sinceramente, a minha vontade era não emprestar mais nada. O que é meu, é meu, @$%^&*!!! E o que é seu, não é nosso, porque eu não pegava nada emprestado de ninguém. Administrava a mesada e comprava pra mim. Ou seja, tava sempre no prejuízo.

Ai, que desabafo. 

O que você faria se...

...Estivesse viajando pelo exterior e encontrasse Silvio Santos?



Simpático e tranquilão. Gosto dele.

Sites valiosos para o estudo de Alemão e outros instrumentos

O dia é curto. O tempo é curto. Enquanto não inventaram nada que substitua o mínimo de horas de sono que cada um deve ter para se manter produtivo, existem algumas ferramentas que ajudam num estudo mais rápido.

Por mais que eu adore edições físicas de livros e procurar palavras num dicionário, folheando-o calmamente, não consigo abrir mão dos tradutores e conjugadores virtuais.

Alemão: 

*DicionárioBEOLINGUS - Foi o melhor que encontrei e consegui me adaptar. Ele sempre informa o gênero gramatical das palavras e só nisso já ganhou o meu coração. A dificuldade com os gêneros é a mesma que os estrangeiros têm quando aprendem Português. Por isso eles falam "o árvore", "o mesa", etc. 

Obs: Curiosidade sobre o nome do site lá no fim do post.

*Conjugador: Reverso - O site está em Espanhol, mas é a maneira mais rápida de tirar dúvidas de conjugação não só nessa língua, como também em Alemão. 

*Material complementar: german.about.com. Apresenta as regras gramaticais detalhadas e esquematizadas. Tiro muitas dúvidas com ele e, quando quero ler um texto dirigido a iniciantes, com descrição de situações cotidianas, sempre encontro lá. 

Digo que o material é complementar ao meu estudo, porque ainda faço curso, em que o livro utilizado é o Studio d A1, nem um pouco recomendado para o autoensino. O método dele é audiovisual e deve ser utilizado em aula, necessariamente com professor. E ainda tem o material complementar que a professora fornece. Danke sehr, Fr. Gondar!


*Nancy Thuleen - Dica da SUUU. Tem historinhas e musiquinhas. Bem divertido.

*Curso online gratuito: Sem dúvida, o melhor é o da Deutsche-Welle, o Deutsch Interaktiv. Já falei dele aqui. Vai até o nível B1, o que é suficiente para entender situações comuns e livres de complexidade. O nível é determinado pelo Quadro Comum Europeu de Referência para as Línguas. Para saber mais sobre ele, clique aqui.

*Curso pago e sem enganação: sugiro o Teach Yourself German. Dei uma lida no livro e uma ouvida no material de audio e garanto que dá para aprender muito com ele. Para quem é autodidata e disciplinado, acho uma alternativa relativamente barata. Algumas livrarias brasileiras, como a Cultura e a Saraiva, costumam ter. 
Como ele só ensina o básico, para quem quer aprofundar, existe o Teach Yourself Improve your German.



**********************************************************
Porque o nome do dicionário é BEOLINGUS?

"Beo" é nome, em Alemão, do pássaro conhecido em Português como Mainá (acho que é a mainá). Com o nome científico Gracula religiosa, ela consegue imitar os sons humanos tal como os papagaios. 

Ela é habitante das florestas montanhosas da Ásia Meridional e acho que dá para encontrar algumas pelo Brasil. Tem gente que importa, só não sei se legalmente. 

Carlos Lacerda tinha uma e a perdeu para o Garrincha, pois havia prometido a ele que, se o Brasil ganhasse a Copa de 1962, ele levaria o pássaro. Resultado: Garrincha ficou com o título, com o cachorro que invadiu o campo no meio de um dos jogos e com a mainá. Sem dúvida, um bom resultado.



Mais informações em Wikipedia

Sunday, April 24, 2011

As coisas mudam, mas a frequência da postagem não.

Admito, mas estou viva!

De segunda a sexta, preciso escolher entre postar e tomar banho, porque as duas ações são atualmente incompatíveis do ponto de vista temporal. E, como a maioria dos brasileiros, não vivo sem pelo menos uma ducha, para o bem daqueles que convivem comigo. Mas, quer saber? Estou curtindo a rotina cheia! Existem fases da vida em que ter várias ocupações se acotovelando no seu Google Calendar cai bem.

Ainda que não se queira dar ao blog uma feição de diário, não tem jeito. É o que chama a atenção no cotidiano que vem para cá. 

E o aprendizado de idiomas tem sido bem presente. Vamos lá:

Sprechen Sie Deutsch?  - Como todo idioma, tem partes fáceis e outras nem tanto. Por um lado, tem 8 regras de plural; por outro, conjugar verbos é mais tranquilo do que no Francês e no Espanhol (sem falar no nosso querido Português). Outra coisa muito boa é poder ler como se escreve, com poucas alterações fonéticas em relação ao Português (acredite, isso é verdade).

Dica: Deutsch Interaktiv - Hospedado no site da Deutsche Welle, é um curso de Alemão que conta com uma plataforma que torna o aprendizado mais leve, sem abrir mão de ensinar as regras gramaticais essenciais, isto é, aquelas que são necessárias à compreensão das estruturas comunicativas. O curso está de acordo com o quadro europeu de referência e serve aos níveis A1 e B1. O cadastro é rápido e indolor.


¿Hablas Español? - Às vezes pensamos que o Espanhol nem é tão irmão do Português assim, mas não oferece mais dificuldades que a nossa língua. O fato é que não somos mais crianças e a disposição para aprender é... diferente. Mas, falando a verdade, qual o idioma que permite a leitura de um texto inteiro recorrendo uma ou duas vezes ao dicionário (ou até mesmo não recorrendo)? No entanto, essa grande vantagem não nos exime de estudar o idioma.

Dica: Spanish Language & Culture - Existem boas plataformas de aprendizagem americanas, e esta é bem simpática e divertida. A música e a cultura dão a leveza de que o aprendizado necessita. Com muitos exercícios, porém não suficientes. É sempre bom ter uma complementação. Para isso, comprei o Uso de la Gramatica Española - nivel elemental. A gramática é ótima. Só preste a atenção ao seguinte: as respostas dos exercícios vêm num livro que deve ser comprado separadamente. Só vi isso depois que fui estudar pela primeira vez. Aí, você deve retornar à livraria e rezar que tenham ou comprar pela internet mesmo.


Um bom material. 

Saturday, March 12, 2011

Não é só cultura; também tem muita bobeira



O Stick Death é quase um clássico. Um site cheio de pequenas animações em flash, cujos personagens eram bonecos palito. Sempre tive uma atração cômica por eles. Na própria página há também outras animações, que podem ser curtidas em mais detalhe do que no You Tube.

Esse aí é o meu preferido. Assumidamente tosco. 

Friday, March 11, 2011

Vida nova

* Sumiço devidamente justificado. Vida nova

Acostumar a acordar mais cedo, refazer a rotina, tudo isso leva um tempo.

Dizem as pesquisas dos americanos de plantão que demoramos, em média, um mês para criar um hábito. E senti que foi mais ou menos isso que aconteceu. No início, não tinha forças físicas de chegar em casa e atualizar este canto. No fim de semana, o corpo todo doía. Agora, parece que estou adaptada.

* Aulas de Español = são a novidade número 2. Já dei uma lida hoje no El País sobre el terremoto en Japón. Meu Portunhol é de dar medo e resolvi aniquilá-lo. O professor é nativo da língua, cubano e profundo admirador do nosso Brasil. Realmente, eu precisava conhecer alguém que gostasse daqui, porque não aguento mais criticar, nem ouvir críticas.

* Sprechen Sie Deutsch? = o Alemão começa na segunda-feira. Sinto-me correndo atrás de um prejuízo. Aprender línguas sempre foi um lazer e dei uma pausa nisso para terminar a faculdade e estudar para os concursos. 

Não acho que vou me prejudicar, pois o aprendizado de idiomas é dinâmico, faz bem à mente e não me toma muito tempo. Talvez eu reveja essa questão do tempo com relaçao ao Alemão. Porém, a ideia de aprender uma língua em que a intuição ajuda muito pouco é fascinante.


Tuesday, January 11, 2011

A saga do xampu

Há uns dois anos, comprei um xampu que me deu uma baita alergia, coisa que raramente acontece. Usei algumas vezes e fui sentindo uma coceira progressiva, até que um dia acordei quase que desfigurada, de tão inchada. Estava irreconhecível o meu rosto. Parei de usar o xampu, tomei um Fenergan e dormi de novo. No dia seguinte, estava nova para trabalhar. Mas foi um susto. 

Há poucos dias, por uma amnésia de causa desconhecida, vi o mesmo xampu na farmácia e comprei. Usei uma, duas, três vezes, até que parecia que estava com pó de mico. Aí, sim, lembrei! Ora, como fui esquecer do meu inimigo assim? 

Agora, acho que não esqueço mais.

Tuesday, January 4, 2011

Cuide dos pelos do seu cão

Em primeiro lugar: em protesto, pelo pelo que perdeu o acento circunflexo em virtude da nova ortografia.

Agora, sim, o assunto do post.

Apareceu aquela manchinha branca, uma falha bem pequena, difícil de notar. Anote: ela tem grandes chances de espalhar. O primeiro passo é ver se está em dia o remédio para pulgas, pois pode ser apenas uma alergia causada pelas malvadas. Deu certo? Ótimo.

Não deu? Vá ao veterinário. Somente ele tem os conhecimentos e a aparelhagem para saber se estamos falando de fungo, bactéria, sarna e congêneres ou se estamos tratando de algo sistêmico, como uma disfunção endócrina, por exemplo. 

Como já comentei aqui, meu cachorro sofre de alopecia. Não tem pelos ao redos dos olhos, nas orelhas e tem uma faixa pelada no dorso que vai do prescoço até o início do rabo. Um exame apontou hipertireoidismo. Então, foi-nos receitado o remédio para reduzir a quantidade de hormônio circulante, inibindo a ação da tireoide (o mecanismo de ação do fármaco nem é tão complexo assim, mas foge do intuito do post).

Como a alopecia continuou igual, fizemos outro exame que, usando um protocolo distinto, acusou carência de hormônio da tireoide circulante, o que nos faz pensar que é hipotireoidismo. 

Assim, estamos suplementando hormônio (levotiroxina) no meu pequeno dog. Faz 4 dias já. Em 30, saberemos se está dando certo repetindo o exame de sangue. 

O diagnóstico, pelo que se vê, é complicado. Mas espero que, finalmente, tenhamos acertado.

Torçam por nós!


Saturday, January 1, 2011

Curtas do primeiro dia do ano

Apenas um brinde = zero ressaca;

Um pouco de Yoga = paz interior.

A posse de Dilma rolando e todos de olho na mulher do Vice.

Encontro com amigos mais que queridos.

Resumindo: saúde, paz e muita, mas muita brasilidade.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...